Posts Populares
24
abr
2018

O glossário do WordPress


Falando sobre: BEDATutoriais

Semana passada eu trouxe uma lista com os plugins para WordPress que eu considero essenciais. Mas por causa desse post, eu recebi algumas dúvidas pelo meu e-mail (você pode entrar em contato também) que me deram a ideia de trazer esse post, que nada mais é do que o básico do básico para WordPress, um glossário principal sobre tudo que envolve o WordPress.

Se você não sabe, eu faço sites para WordPress (por um ótimo preço!!), o que acaba sendo uma das principais razões de eu trazer tantos posts relacionados a essa plataforma e não a do Blogger. Uma simples busca pela palavra WordPress aqui no blog, te mostra os melhores posts sobre o tema.

O Glossário do WordPress

Escolhi o WordPress era a mais simples tanto para publicar quanto para editar. Muito simples para instalar temas, plugins e customizar do jeito que você quiser. Quando comecei também não conhecia muito e hoje eu percebi que para conseguir trabalhar com o WordPress, é preciso entender principalmente a “linguagem interna” da plataforma.

Veja esse post primeiro antes de começar com a plataforma. Vai ser muito mais fácil para entender os tutoriais. Lembrando que é apenas o básico, porque eu pretendo trazer mais alguns posts sobre o WordPress, muito em breve.


Painel

Eu pretendia colocar em ordem alfabética, mas comecei a pensar logo sobre o que escreveria sobre o painel, que é um dos principais termos que você precisa conhecer, que acabei colocando ele em primeiro lugar.

Pense no painel do WordPress como o seu ponto de partida, é a primeira coisa que você vai ver quando fizer login no seu site. Mostram uma visão geral do seu site e é a partir dessa parte que você pode fazer todas as tarefas administrativas – editar págins, criar seus posts, gerenciar plugins e temas, etc.

 

Barra de Ferramentas

Quando você faz login no seu site, essa barra também vai aparecer no seu site. Essa barra de ferramentas mostra os links principais para o WordPress, como o link para o seu site, criar um post ou uma página, ver comentários.

 

Categoria

As categorias são uma maneira de organizar os posts em grupos. Por exemplo, se você vai falar sobre livros, ter uma categoria específica para isso, ajuda o seu leitor a encontrar todos os posts relacionados. Você pode colocar mais de uma categoria para um post ou nenhuma categoria.

É bem legal colocar todas as suas categorias na lateral do seu site para seu leitor saber sobre o que você fala e como ele pode encontrar todos os posts.

 

Tag

As tags são outra forma de organizar os seus posts. Enquanto as categorias reúnem posts mais diversificados, as tags separam por posts mais específicos.

Ainda pensando nessa ideia de uma categoria dos livros, pense que você vai fazer uma resenha de um livro que você comprou. Você poderia usar tags com o nome do autor e também com o gênero desse livro. Assim, tanto no seu blog quanto fora dele, as pessoas vão encontrar outros posts sobre esse mesmo tópico específico.

 

Post

O WordPress tem como foco principal ter os posts para criar conteúdo. Os posts são relacionados principalmente com blog, mas podem ser usadas em qualquer tipo de artigo, até notícias. Esses posts geralmente são exibidos em ordem cronológica inversa, ou seja, os últimos posts são exibidos primeiro.

 

Página

As páginas são como um outro tipo de conteúdo, dessa vez, estático, ou seja, um conteúdo que não é mudado regularmente. Alguns exemplos são páginas como contato e sobre.

 

Links permanentes (Permalinks)

Por padrão, o WordPress usa permalinks “feios” (sim, é o próprio WordPress que diz isso) que parece mais ou menos com isso: www.example.com/?p=12. Péssimo!

Ainda bem que o WordPress permite que você mude e escolha a sua melhor estrutura. Você pode ter um permalink com o dia e o nome do post, mês e o nome, número, apenas o nome do post, que quando se trata do link, chamamos de slug (vou explicar nesse post) ou até pode criar a sua estrutura personalizada.

 

Slug

Um “slug” (não é traduzido literalmente) é a parte de um permalink que identifica a página/post à qual ela está anexada. Por exemplo, no meu post sobre “Como fazer destaques personalizados do Instagram“, o slug é “destaques-instagram“, porque mostra exatamente sobre o que se trata.

Depois de escolher a melhor estrutura, você pode criar os seus links personalizados mudando o slug da postagem no editor de página ou de post do WordPress. O WordPress cria automaticamente um slug de acordo com o título que você escolher para a postagem, mas nada impede que você possa mudar clicando em “Editar” perto do permalink e escolher o que você deseja.

 

Editor de texto

O editor de texto é onde você coloca o seu conteúdo e cria as suas páginas ou posts. Ele é divido em dois modos: visual e texto. O modo Visual é o padrão e tem uma barra de opções que permite que você faça todas as formatações, como criar títulos, parágrafos, links, etc. O modo Texto permite que você escreva em HTML e necessita de uma formatação manual. Você pode alternar entre os modos clicando nas guias no canto superior.

 

Biblioteca de mídia

A biblioteca de mídia reúne todo conteúdo que você inclui em seu site, como imagens, vídeos, arquivos, etc. É acessível no menu do painel.

 

Tema

Um tema é uma união de arquivos que transformam a aparência do seu site. O tema controla o design e todas funcionalidade que o seu site vai ter. Você pode alterar completamente a aparência do seu site, mantendo posts e páginas.

Você pode utilizar algum tema que o próprio WordPress disponibiliza, comprar um tema ou customizar um tema para você.

 

Menu

Os menus são recursos do WordPress que permite criar menus de navegação no seu site. Podem incluir links para páginas, posts, categorias e muitos outros. Não há limite, então você pode criar quantos menus você quiser.

 

Plugin

Eu já falei sobre os plugins nesse post, então não vou extender muito o assunto. Tudo o que você precisa saber é que os plugins adicionam funcionalidades para o seu site. Existem muitos plugins para diversas coisas e você também pode comprar plugins que não estejam dentro do WordPress, esses tem um suporte maior, por serem exclusivos.

 

Widget

Por último, mas não menos importante, temos os Widgets, que eu acredito que entre tudo que eu citei aqui, é o mais complicado de explicar, porque não tem uma única função. Originalmente, os widgets permitiam que você adicionasse conteúdo e recursos às laterais do seu site. Você pode adicionar um menu, uma lista de posts, categorias, tags etc. mais recentes.

Agora, você pode adicionar widgets a qualquer área pronta para o widget do seu site. As áreas prontas para widget são definidas pelo seu tema. Você pode colocar uma área para o widget no footer, para colocar créditos, na lateral para ser a área principal do seu site ou até no topo do seu blog, para colocar os posts populares do seu blog, assim como eu tenho no meu.

Com uma grande biblioteca de plugins e a flexibilidade de áreas prontas para widgets, você pode usar widgets para adicionar praticamente qualquer coisa a qualquer parte do seu site.


Esse foi mais um masterpost sobre o WordPress. Vocês reparam que eu estou gostando mais desse estilo de post, o que é completamente real, porque eu sempre gostei de explicar o máximo que eu poderia sobre alguma coisa que eu sei. Não seria diferente sobre o WordPress que eu tanto amo.

E se você tiver qualquer dúvida, não se esqueça de deixar o seu comentário aqui ou entrar em contato comigo, tanto por e-mail, formulário de contato ou por qualquer uma das minhas redes sociais. Beijos e até a próxima.

Deixe o seu comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


4 comentários

  • Menina, vou estudar seu blog e, logo logo entrar em contato com vc!! Para umas melhorias no meu lay out! =)

    Bjukas!
    Unhas&Tudo ♥

    • Pode me procurar que eu vou fazer um layout perfeito para você. Obrigada pelo carinho <3